Chama o Doutor

Entenda a importância da Avaliação Postural

A biomecânica da corrida varia muito de um corredor para outro, muito em função do estereótipo físico do indivíduo ou das alterações posturais apresentadas.A maioria dos corredores, pensam que fazer apenas o teste de pisada, que é a uma pequena parte da avaliação necessária para corrigir possíveis problemas de desarmonias posturais existentes, já é o suficiente para conhecer e corrigir sua postura para a corrida. Na Avaliação Postural completa se determinará também se o tipo de pisada é neutra, pronada ou supinada, mas é apenas um primeiro passo para a análise mais detalhada, a qual ajudará o corredor melhorar sua postura como um todo.

Além deste teste, é imprescindível fazer uma avaliação postural de frente, lateral (lado direito/esquerdo) e de costas, que indicará não só o tênnis adequado para corredor, mas também ajustará, melhorando assim a biomecânica de corrida, corrigindo as desarmonias dos desvios posturais e minimizando de forma preventiva possíveis lesões.
A avaliação é feita por um profissional da área (fisioterapeuta) por meio de programas de software que registram imagens do corredor nas quatro vistas – de frente, costas e ambas laterais.

Com base nessas imagens são analisados alguns pontos específicos da postura ou também de forma estática/tradicional com uso do simetrogtafo, através dos seus quadrantes com letras e números. Também é imprescindível o olho bem treinado e experiente do profissional que avalia se os desvios são de origem hereditária ou adquiridos por maus hábitos posturais durante o seu dia-dia.

Em resumo, na Avaliação Postural, avalia-se o indivíduo como um todo, nos perfis de frente, de costas, de lado (direito/esquerdo) e pontos específicos que vão literalmente da cabeça até os pés.

Entre as alterações posturais mais comuns, que interferem diretamente na prática da corrida, estão a Hiperlordoese (quadril arrebitado ), a Hipercifose (ombros rodados para frente) e a Hiperextensão dos joelhos ou “genu recurvaram” (joelhos curvados para trás que se caracteriza por frouxidão ligamentar do mesmo).

Estas alterações destacadas podem causar dores na lombar, principalmente quando se está correndo em subidas, na região cervical e também nas laterais dos joelhos, o que aumenta o risco de lesão no corredor, e claro, acaba causando também uma queda no desempenho.

Essa diminuição do rendimento ocorre porque as estruturas envolvidas do corpo atuarão para amenizar essa postura inadequada, o que acaba fazendo com que o corredor solicite, em excesso, outras áreas do corpo para compensar.

Tratamentos como o RPG/RM, Pilates e condicionamento físico /preventivo específico realizado por profissional da área de fisioterapia são essenciais para restabelecer a harmonia postural e também ajudam na melhora da performance do corredor durante seus treinos e provas futuras. #BrasilRun

Fonte: Parceiro Brasil Run – Doutor Fabiano Gil ( CREFITO 37172-F) – Reabilitação Músculo Esquelética a Alterações do Padrão e Desarmonias Posturais, Treinamento Físico com Fisiologia do Exercício na Clínica FG Fisioterapia. (insta @fisiofabianogil)

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade