Chama o Doutor

Equilíbrio muscular. A importância de se fazer a avaliação.

Você conhece a importância da avaliação do seu equilíbrio muscular? Ela pode ajudar a identificar atletas com maior probabilidade de sofrerem lesões. E um trabalho de equilíbrio muscular, feito com o auxílio de um fisioterapeuta, respeitando a articulação envolvida, é a melhor estratégia de tratamento.

Como se sabe, as lesões musculares estão entre as queixas mais comuns no atendimento ortopédico. Estas lesões caracterizam um desafio para os especialistas, haja vista a lenta recuperação que afasta o atleta dos treinamentos e competições, as frequentes sequelas e a recorrência das lesões, apesar dos mais variados tratamentos existentes.

Portanto identificar mecanismos de lesões, fatores de risco e métodos de prevenção, através da avaliação do equilíbrio muscular, são metas fundamentais para preservar a integridade física dos atletas e mantê-los em alto nível competitivo.

Entre os vários fatores de risco para lesões no esporte, podemos destacar: desequilíbrio muscular e assimetria de forças. O equilíbrio muscular é dado pela razão de forças entre os músculos antagonistas de uma articulação. Por exemplo, pela razão entre a força dos flexores e extensores da articulação do joelho. Vários estudos prévios têm demonstrado que o desequilíbrio entre estes músculos está associado com a lesão do ligamento cruzado anterior do joelho e também dos músculos isquiotibiais.

Os músculos em ação concêntrica geram um torque de aceleração durante um determinado movimento (exemplo: ação dos músculos rotadores internos do ombro durante o gesto de arremesso), enquanto os músculos em ação excêntrica geram um torque para promover a desaceleração e o controle desse movimento (exemplo: ação dos músculos rotadores externos do ombro durante o gesto de arremesso). Desta forma, outra importante relação de equilíbrio muscular é dada pela razão entre a força excêntrica do músculo antagonista e a força concêntrica do agonista. Além destas relações de equilíbrio muscular, outro fator de risco para lesões esportivas é a assimetria de forças (diferença entre direita e esquerda). Considera-se que uma diferença de força contra lateral maior do que 15% está associada com maior risco de lesões.

Em resumo, a avaliação do equilíbrio muscular deve ser feita se você pretende atingir altos níveis de performance na corrida, ou até mesmo se for um corredor amador preocupado em manter seu corpo na melhor forma para aproveitar os benefícios da corrida, sem lesões. #BrasilRun

Ricardo Lima – CREFITO-3/ 92564 – Fisioterapeuta do Tênis Clube de Santos – membro da equipe NTF sports.(insta: ricaafisio).

Newsletter

Publicidade