Chama o Doutor Você Sabia?

Fascite Plantar. Entenda o que é e como tratar

Aquela dor intensa na planta do pé, na primeira pisada do dia ao levantar da cama, que alivia na posição sentada e piora com a sobrecarga na região, tem nome e sobrenome: fascite plantar.

Essa patologia ocorre quando o tecido fibroso (fáscia plantar) ao longo do pé está inflamado, devido a um estresse excessivo dessa região. A fáscia plantar é um tecido conjuntivo que se estende da base do osso calcâneo (calcanhar) por toda planta do pé e trata-se de uma banda fibrosa e firme que sustenta e mantém o arco plantar de pé. Essa inflamação bem conhecida e comum entre os corredores, é causada pelo estiramento excessivo da fáscia plantar.

Geralmente, quem sofre dessa patologia, sente fortes dores no pé logo pela manhã, ao dar os primeiros passos. A dor piora ao iniciar a marcha e melhora depois e também pode aparecer inchaço no local. Muitas são as causas da fascite plantar e é importante ficar atento a elas. Frequentemente ela é causada pela lesão de um esforço repetitivo da fáscia plantar, gerando impacto e com isso sobrecarregando a estrutura. Pessoas com sobrepeso, atletas, corredores, bailarinos, ginastas, e mulheres por causa do uso frequente de sapatos com saltos muito altos, estão mais sujeitas a desenvolver essa condição.

Estudos recentes vêm demonstrando que a fascite plantar não ocorre somente de processos inflamatórios, mas pode ser também uma alteração estrutural mais condizente com processos degenerativos. É importante destacar que a dor pode ser intensificada com exercícios físicos intensos.

Num primeiro momento, o diagnóstico de fascite plantar é clínico e leva em conta as particularidades dos sintomas e os fatores de risco. Exames de raios X e ultrassom podem ser úteis para estabelecer o diagnóstico diferencial com o esporão do calcâneo (protuberância óssea que cresce na base ou atrás do osso calcâneo), a metatarsalgia (dor nos ossos que se articulam com as falanges) e com microfraturas ósseas.

A pessoa que desenvolve a Fascite Plantar, tem que saber que é um transtorno de bom prognóstico, porém de uma lenta recuperação. O objetivo do tratamento da fascite plantar é reduzir a inflamação, aliviar a dor, corrigir as alterações biomecânicas e habilitar o paciente para assumir suas atividades rotineiras.
Procure seu fisioterapeuta de confiança, para que ele faça os ajustes biomecânicos necessários e te ensine exercícios de prevenção para Fascite. Se a lesão já esta instalada, faça um tratamento adequado e cuide-se! #BrasilRun

Ricardo Lima – CREFITO-3/ 92564 – Fisioterapeuta do Tênis Clube de Santos – membro da equipe NTF sports.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade