Comer Bem Você Sabia?

Probióticos melhoram a saúde e o seu desempenho

Pesquisas sugerem que o consumo regular de probióticos – as boas bactérias que surgem naturalmente em alimentos fermentados – pode fortalecer o revestimento do intestino e reduzir a inflamação em todo o corpo, resultando em menos danos ao trato gastrointestinal e menos problemas estomacais durante o exercício. Esses insetos microscópicos (seu intestino tem trilhões deles) também foram associados a melhorias na imunidade, na função pulmonar e na absorção de cálcio.

Praticar exercícios tem benefícios infinitos para o corpo, mas também pode ser um estressor importante: qualquer um que já precisou interromper um treino ou prova, sabe que a corrida pode causar desconforto gastrointestinal, especialmente para pessoas com estômagos sensíveis ou condições crônicas como a síndrome do intestino irritável (SII). Portanto, vale reforçar: o que você coloca no seu prato pode fazer na melhora do seu microbioma intestinal.

Ainda assim, os probióticos vêm em muitas formas, e eles não são todos iguais. Por isso, encontrarmos algumas dicas de onde encontrar essas bactérias do bem e como maximizar os benefícios.

Probióticos surgem naturalmente em produtos lácteos fermentados como iogurte, kefir e queijos envelhecidos. Eles também são encontrados em outros alimentos fermentados e bebidas, como kimchi, chucrute, missô, kombuchá e até mesmo pão de fermento. Hoje você pode encontrar uma grande quantidade de alimentos, desde misturas de bolos e cereais a sorvetes e barras de chocolate, que foram enriquecidos com probióticos. Você provavelmente pagará mais por eles e muitos não têm pesquisas para se dizer com certeza se de fato são benéficos.

Uma revisão de 2015 no European Journal of Sports Science concluiu que os atletas propensos a problemas gastrointestinais ou que estão viajando para regiões onde os problemas gastrointestinais são mais prováveis ​​de ocorrer podem se beneficiar dos probióticos, mas precisam começar a tomá-los bem antes das competições para melhores resultados. Você só consegue determinar se há uma diferença no seu desempenho, problemas gastrointestinais ou sua recuperação após um longo prazo inserindo os probióticos na sua dieta diária.

Suplementos também podem parecer uma maneira fácil de aumentar sua ingestão de probióticos, se você não está recebendo o suficiente através da comida. No entanto, as fontes naturais têm as bactérias mais benéficas do ponto de vista da digestão e absorção. Os suplementos não são rigorosamente regulamentados e suas culturas podem não ser ativas ou facilmente absorvidas pelo intestino. Portanto, se você optar por um suplemento, preste atenção à dosagem. Estudos sobre probióticos variam, mas a maioria mostrou os maiores benefícios em doses superiores a 1 bilhão de unidades formadoras de colônias (UFCs) por porção. Você também deve optar por um produto que seja estável em prateleiras – sem necessidade de refrigeração – e que garanta sua potência até a data de expiração. Isso ajuda a garantir que as culturas vivas continuem ativas e mais benéficas. (Embora a maioria das fontes naturais de probióticos não seja rotulada com CFUs, alimentos como iogurte e chucrute podem ter concentrações mais altas por porção de bactérias boas do que os suplementos).

Consulte um nutricionista e procure mais informações sobre como incluir probióticos a sua dieta. #BrasilRun

Fonte: Runners World

Curtiu? Então leia também essa matéria: https://goo.gl/rN2XTX

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade