Comer Bem

Veja como tirar o açúcar da dieta da maneira correta

Açucar
Açucar

O açúcar, cada vez mais, tem sido apontado como o novo/antigo grande vilão da dieta. Antes o foco era a gordura, depois o carbo e aos poucos, esse ingrediente foi chegando ao topo. E por que? A falta de informação correta fez muita gente que se julga saudável achar que seu consumo diário de açúcar era quase zero e a verdade é bem diferente. Isso aconte porque muitos alimentos, que são considerados até saudáveis possuem em sua composição açúcares nas mais diferentes formas, e muitas vezes de maneira camuflada.

Apresentar picos de açúcar no sangue de maneira constante tem sido um dos fatores de risco para o desenvolvimento de resistência à insulina e posteriormente o diabetes do tipo 2. Além disso, a resistência à insulina também dificulta a perda de peso e favorece o aumento da obesidade. Quando os níveis de açúcares no sangue estão desregulados, os indivíduos ficam mais suscetíveis a diversas alterações, além de fadiga e falta de disposição, já que o excesso de açúcar no organismo pode favorecer a inflamação crônica, o que prejudica o funcionamento adequado das células e do metabolismo, e é um gatilho para diversas doenças.

A genética da maioria das pessoas não é favorecida para o consumo excessivo de açúcar, uma vez que durante grande parte da nossa evolução não existia uma oferta tão grande de alimentos, ainda mais industrializados. E aí que a composição bioquímica do nosso organismo não se adapta ao consumo excessivo de açúcar e frituras, assim como alimentos excessivamente processados.

Deixar de lado o açúcar ou diminuir ao máximo seu consumo pode parecer difícil, mas se seguir algumas dicas e se informar mais sobre o assunto, tudo ficará mais leve (em todos os sentidos).

– Consuma carboidratos de baixo índice ou carga glicêmica: os carboidratos devem ser integrais e não processados. Os legumes, como abobrinha italiana, berinjela e algumas frutas vermelhas são um bom exemplo. Se for consumir arroz, pães ou massas, é preferível que sejam integrais e não processados.

– Proteínas de boa qualidade são essenciais: peixes, aves e carnes magras de boa procedência, além das proteínas de origem vegetal, que são muito importantes para aumentar a saciedade e evitar a necessidade de consumo de alimentos açucarados.

– Gorduras saudáveis: nozes e castanhas, abacate, azeite de oliva, óleo de semente de uva, entre outras, também têm sido apontadas como superalimentos no controle do consumo excessivo de açúcar.

Tente escolher alimentos o mais naturais possível e se precisar comer algum alimento industrializado, seja pela correria ou porque gosta mesmo (afinal viver bem não precisa ser sofrido), olhe sempre os rótulos para identificar a real presença de açúcar. Consulte seu nutricionista e entenda mais!

Fonte: Eu Atleta

Leia aqui também sobre os açúcares que existem também nos alimentos ditos saudáveis.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade