Chama o Doutor Você Sabia?

Cafeína beneficia a performance ou não? Entenda.

A cafeína é muito usada por atletas para acelerar o metabolismo e melhorar performance. Essa sustância é constantemente consumida tanto em cápsulas, como um componente de certos suplementos, ou diretamente através do café. Mas será que vale mesmo a pena utilizá-la com esses objetivos? Afinal, existem riscos nessa suplementação?

De acordo com um novo estudo da genética do metabolismo da cafeína, realizado pela Universidade de Toronto, atletas com uma variante particular de um gene mostram melhorias notáveis ​​em seu desempenho de resistência após ingestão. Para muitas pessoas o café é considerado um item essencial na alimentação, mas existe muita polêmica sempre em torno dos benefícios e malefícios que os efeitos da cafeína podem trazer.

O que já se sabe é que o gene CYP1A2 é responsável por aproximadamente 95% da metabolização da cafeína. Esse gene produz uma proteína que participa da metabolização da substância pelo fígado. E algumas pessoas possuem uma variante nesse gene que faz com que essa metabolização não seja eficiente, e ela permaneça mais tempo no corpo.

– Metabolizadores rápidos: possuem o gene sem variação e absorvem e eliminam rapidamente a cafeína.

– Metabolizadores lentos: possuem o gene com alteração e absorvem e eliminam a cafeína de maneira mais lenta.

Segundo a maioria dos estudos ao redor desse assunto, cerca de metade das pessoas na população são metabolizadores rápidos. Dentro do grupo de metabolizadores lentos, os sintomas e a resposta, como o nervosismo, falta de sono, entre outros, são variáveis. Em relação aos efeitos, alguns estudos anteriores indicam que os metabolizadores lentos que ingerem quantidades diárias de cafeína superiores à 200mg podem ter um aumento de risco de infarto e também de desenvolvimento de resistência à insulina.

Em resumo, para atletas, como suplementação, ela deve ser usada com cautela, principalmente por pessoas que apresentam histórico de doenças cardiovasculares. Além disso, também pode acabar atrapalhando o exercício para os que não são tão tolerantes a substância. Mas ao que tudo indica, para aproximadamente metade dos atletas, ela pode potencializar a performance.

No final, quando se diz respeito a dietas e suplementos, o ideal é sempre consultar especialistas da sua confiança para não acabar se dando mal e correndo o risco de colher apenas malefícios lá na frente. #BrasilRun

Fonte: Eu Atleta

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade