Acessórios Você Sabia?

Desconecte-se do relógio GPS e veja o que acontece

Todo mundo conhece corredores que precisam registrar todos os seus movimentos em todas as corridas. Estão sempre caçando novos desafios e tem quase um colapso se você sugerir que eles façam um treino ou prova inteiros sem seu relógio GPS que faz tudo.

Os enormes avanços na tecnologia nos últimos 10 anos, que permitem que nossos relógios sejam micro-treinadores, são inegavelmente incríveis. No entanto, a dependência dos feedbacks do seu relógio durante cada corrida não é apenas te dar uma dor no pescoço. Ceder constantemente a esta tecnologia pode estar reduzindo seu desempenho de corrida – e também sua diversão. É hora de deixar o GPS em casa!

Ouvir seu corpo ajuda você a se envolver melhor com os sinais que ele dá, entendendo profundamente como ele funciona, seus limites e onde ele pode chegar. Relógios e GPS devem agregar valor à sua experiência de corrida, não ser o único determinante disso.

Os fabricantes de relógios GPS fazem campanhas de marketing projetadas para que os usuários sintam que os gadgets são uma parte essencial da sua corrida do dia a dia. Mas, vale lembrar que milhões de pessoas já gostavam de correr muito antes do primeiro relógio de GPS ter sido feito.

Claro que os relógios e seus aplicativos associados servem para fornecer excelentes comentários sobre o quão longe e quão rápido você chegou, e essa informação também pode ser uma poderosa ferramenta motivacional, já que os atletas adeptos a essa tecnologia podem se conectar com outros e compartilhar dados e rotas, o que ajudou a criar uma comunidade virtual, aumentar o esporte e incentivar a participação. Isso não podemos negar.

Mas…

Especialistas sugerem que todos os corredores abandonem o GPS pelo menos uma vez por semana. Execute sua rota favorita na direção oposta a de costume. Você estará cobrindo a mesma distância e elevação que você está acostumado, mas a experiência deve ser completamente diferente. E no final, pergunte-se: “Eu curti isso?”

Se você está constantemente olhando seu relógio enquanto corre, a prática pode tornar-se estressante. Um corredor conta que uma vez, correu a Maratona de Londres com uma celebridade que queria usar dados em tempo real de seu relógio para avaliar seu ritmo. Estavam constantemente acelerando e diminuindo a velocidade, já que o ritmo estimado estava flutuando cada vez que o relógio se atualizava. No final, ele pediu ao amigo que parasse de olhar para ele, e correr no meu ritmo. Acabaram fazendo uma velocidade constante quase perfeita do início ao fim. Faça o teste! Desconecte-se um pouco. #BrasilRun

Fonte: Women’s Running UK

Sobre o Autor

Equipe Brasil Run

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade