Dicas de Saúde

Vacina contra o COVID. O que corredores devem saber.

vacina contra o covid

O coronavírus é uma dura realidade dentro da qual já temos vivido há praticamente 2 anos, e isso virou o planeta de cabeça para baixo.

Fomos surpreendidos com o avanço dessa doença que é mortal, que já levou pessoas do mundo inteiro a óbito. Foram ao total milhares de mortes nos quatro cantos da terra, mas finalmente contamos com uma luz no final deste túnel, a vacina contra o COVID.

Todas as vacinas liberadas são aplicadas em dose dupla, e foram autorizadas e recomendadas pelo órgão mundial de saúde (OMS). Mas a preocupação quanto a efeitos colaterais e influência no rendimento físico é também uma realidade.

As últimas pesquisas afirmam que em breve poderemos contar com mais três vacinas que estão em meio a testes clínicos e podem ser liberadas a qualquer momento. Podemos nos manter positivos mas sempre atentos a qualquer possibilidade de reação.

O que os corredores precisam saber sobre a doença.

vacina contra o covid

Como posso saber mais novidades sobre a doença e os avanços em busca da cura? Para obter as informações e recomendações mais recentes sobre a doença e as vacinas acesse sempre o site dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças e verifique-o com frequência.

Embora não sejam encontradas respostas diretas relacionadas à corrida lá, como um corredor consciente é sempre bom ficar bem informado sobre o andamento dos estudos em relação a doença para se proteger melhor contra o vírus.

Entretanto, lembre-se sempre que todas as informações oferecidas em sites, jornais, e revistas sobre o tema, têm como objetivo único e exclusivo complementar, e não substituir o conselho pessoal de seu médico.

Que sintomas posso esperar com a vacina contra o COVID?

Como acontece com qualquer outra injeção, as reações às vacinas COVID 19 podem variar muito de uma pessoa para outra. Mas como já vimos os sintomas geralmente não são graves, e algumas pessoas não apresentam nenhum deles.

Os efeitos colaterais comuns incluem dor ou desconforto no local da injeção, mal-estar, fadiga, dores no corpo, dor de cabeça, calafrios, febre e dores nas articulações. Dependendo da pessoa, podem durar de algumas horas ou até vários dias.

Portanto, é sempre bom conhecer bem o seu corpo, seu estado de saúde antes de se vacinar e ficar atento aos sinais. Pergunte para seu médico, que conhece seu histórico de saúde, o que deve esperar de possíveis reações e se pode manter a rotina normal de treinos. Cuide-se!

DESCUBRA AGORA

Quer deixar seu comentário?

Clique aqui para postar um comentário