Chama o Doutor Você Sabia?

Hérnia esportiva. Entenda mais e saiba identificar

Já ouviu falar em hérnia esportiva? A menos que você seja um atleta de elite, não estará realmente correndo risco de descobrir na pele a dor e o mal que essa inflamação pode causar, mas é sempre bom entender melhor os riscos que nosso corpo corre ao praticarmos esportes.

Para começar, hérnias doem. E se você ou alguém que você conhece já sofreu com uma, sabe que pode prejudicar até mesmo o mais fortes entre nós. A também chamada de hérnia inguinal, pode tornar o exercício, a tosse e até mesmo ir ao banheiro doloroso. Elas são fáceis de detectar, por conta da protuberância que aparece quando elas surgem. Mas e se você estiver percebendo uma dor na virilha grave, mas não consegue detectar uma protuberância?

Embora raro em pessoas comuns (não-atletas), uma hérnia esportiva pode exigir uma cirurgia para ser reparada, por isso é importante entender com o que você está lidando, desde os sintomas iniciais até como iniciar o processo de cura. A principal diferença entre uma hérnia esportiva e uma hérnia regular é que ela não há protuberâncias no caso da esportiva e por isso, se torna difícil de diagnosticar. Os especialistas de referem a hérnias esportivas como pubalgia atlética, sendo esta o resultado de uma pressão significativa no osso púbico, onde os músculos abdominais e os músculos das extremidades inferiores se inserem.

Então, como detectar? Se houver uma discrepância entre a força dos músculos principais do core, especificamente, os músculos retos abdominais e da parte superior da coxa, haverá uma tensão excessiva no osso púbico, o que pode resultar em inflamação e / ou ruptura dos músculos que se inserem ali no osso.

É bom saber que as pessoas que estão em maior risco de desenvolver esse mal são atletas de alto desempenho que realizam atividades que usam os músculos do core e extremidades inferiores com alto impacto, como jogadores de futebol e velocistas.

Fique atento a qualquer sinal do seu corpo de que algo não anda bem e não deixe para depois se alguma dor te impede de treinar ou levar uma vida normal. Procure especialistas de confiança sempre! #BrasilRun

Fonte: Mens Health

Se você gostou deste texto também vai curtir esse: https://goo.gl/J7RMUo

Newsletter

Publicidade