Quem nunca exagerou na comida ou continuou comendo sem fome, que atire a primeira pedra.

Esse comportamento de compulsividade alimentar, quando sai do controle pode comprometer a nossa saúde. E segundo o relato de muitas pessoas, isso tem sido comum em tempos de isolamento social. Afinal, trata-se de um problema que geralmente surge como uma forma de lidar com os momentos negativos em nossa vida.

Além do consumo de alimentos em excesso, a pessoa come mais rápido do que o normal, e sendo assim, quase sempre depois de comer demais acaba se sentindo culpada e triste.

É importante buscar maneiras de controlar esse problema nesse momento para não prejudicar a saúde. Em outras palavras, manter a mente ocupada lendo livros e praticando atividades físicas, ajuda. Portanto, vamos ver mais sobre o tema, a seguir.

A compulsividade alimentar explicada pelos profissionais de saúde.

A compulsividade alimentar ocorre devido a um conjunto de fatores, mas o mais comum, são os casos em que as pessoas possuem uma obsessão pela imagem de seu corpo.

Ou então, nos casos em que as pessoas estão passando por um momento de estresse ou estão vivendo algum trauma emocional negativo em suas vidas, como é o caso atualmente, com o isolamento social.

Muitas pessoas estão sofrendo de ansiedade e depressão durante a quarentena devido à solidão provocada pelo isolamento social, e as incertezas de um futuro melhor.

Quem sofre com a compulsão alimentar, ainda pode apresentar outros problemas bem desagradáveis, como a falta de sono, infertilidade, entre outros. E vamos ver agora, como fugir desse mal.

Como fugir da compulsividade?

compulsividade alimentar

Para fugir da compulsividade alimentar em tempos de isolamento social, algumas medidas podem ser tomadas por quem percebeu que está passando do ponto. Entre elas estão:

1- Determine um horário para as suas refeições.
Determine um horário certo para se alimentar. Pular as refeições aumenta o risco de comer demais, por isso é importante realizar as 3 principais refeições, como café da manhã, almoço, jantar e lanches intermediários.

2- Coma mais fibras
Coma muitos alimentos que sejam fontes de fibras, pois, o aumento da ingestão desse nutriente traz saciedade e reduz os desejos por comida a todo o momento.

3- Evite o fast food.
Evite os alimentos com poucos nutrientes, carregados de calorias, gorduras, açúcar e sódio em excesso. Mantenha uma alimentação saudável, inclusive para manter sua saúde em dia.

4- Faça atividades físicas.
Fazer exercícios físicos mesmo dentro de casa, pode ajudar a controlar a convulsão alimentar e ainda mandar embora a ansiedade. A atividade física fornece sensação de prazer e bem-estar, o que irá ajudar nesse momento difícil.

Aproveite e veja receitas com aveia que ajudam a matar a fome sem peso!