A proteína da ervilha é de alto valor biológico e fornece boa digestão e absorção, além de quantidades adequadas de aminoácidos essenciais, ou seja, aqueles que não são produzidos pelo corpo e que devem ser obtidos através de dieta ou suplementação.

Dentre os aminoácidos essenciais, três aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA – Branched Chain Amino Acids) são determinantes para a ativação da síntese de proteínas musculares: leucina, valina e isoleucina.

A mais conhecida fonte de proteína para suplementação certamente é o Whey Protein (derivado do soro do leite), porém a proteína de ervilha vem ganhando cada vez mais espaço no mercado suplementar.

Assim como o feijão e o grão de bico, a ervilha é uma excelente fonte de proteína com um alto valor biológico. Sendo assim, fornece boa digestibilidade e perfil de absorção rápido, auxiliando muito no ganho de massa magra. Por esse motivo, a suplementação de proteína da ervilha é muito procurada por atletas veganos.

Outra vantagem da ervilha como fonte de proteína em relação às outras fontes vegetais como a soja e o arroz, por exemplo, é que a ervilha não é considerada alergênica e possui perfil de segurança favorável.

Cultivada principalmente no Canadá e no norte da França (país fornecedor da proteína da ervilha utilizada no produto Veggie Protein) a ervilha passa por um processo inovador desenvolvido sem a utilização de solventes químicos a fim de manter suas propriedades funcionais e valores nutricionais elevados.

Nesse processo seguro e simples, a farinha de ervilha é desidratada e logo em seguida ocorre a separação do amido da fibra de proteína que é coagulada, purificada e cuidadosamente seca em um processo de múltiplos estágios por spray dryer, sendo finalmente aglomerada com o intuito de facilitar o uso e aplicação.

Como resultado da extração, tem-se a proteína deste vegetal com alto teor proteico – aproximadamente 85% – com baixa quantidade de gordura, em torno de 6%, e com perfil favorável de ácidos graxos, cerca de 80% de ácidos graxos insaturados.

Curioso? Consulte seu nutricionista e entenda melhor como introduzir essa proteína na sua alimentação e colha todos os benefícios!

Curtiu? Leia aqui também sobre opções de proteína para veganos!